Como manter a fidelidade?

7 June, 2010 por  
Arquivado em Traição

Admiração – e não apatia

Jurar “até que a morte nos separe” não significa que você pode parar de admirar seu parceiro. Esse tipo de atitude gera uma apatia que aos poucos o leva a crer que a admiração é óbvia e essa “obviedade” pode levar um dos dois a buscar seu próprio valor em outro lugar. Uma das coisas mais inteligentes que um casal pode fazer é assumir que seu relacionamento pode, sim, terminar a qualquer momento. Compreender isso cria uma gratidão ativa na pessoa e incita nela uma urgência em mostrar ao outro o quanto você se importa com ele. Para ajudá-lo a mudar sua perspectiva, pergunte-se todas as manhãs: “Por que eu devo valorizar meu companheiro e o que posso fazer hoje pra demonstrar isso?”. Pode ser simples como um elogio, um e-mail para lembrá-lo de que você está pensando nele ou um jantar surpresa só para vocês dois. Se você se sentir pouco valorizado, peça para que seu parceiro faça o mesmo que você. Não passem um dia sequer sem demonstrar o valor que o outro tem e vocês verão os resultados Leia o artigo…

Como se recuperar de uma traição

5 June, 2010 por  
Arquivado em Traição

Recuperar-se de uma traição é sempre um processo lento e doloroso. O bom é que é, sim, possível. Mas tudo depende única e exclusivamente de como você próprio vai encarar a situação.

É normal vermos pessoas que antigamente eram alegres e sorridentes se tornarem tristes, amargas e, acima de tudo, desconfiadas. Pessoas traídas costumam perder momentaneamente a confiança no sexo oposto, promovendo generalizações (“São todos iguais, só mudam de endereço”) e bloqueando qualquer tentativa alheia de se aproximar. Passar por esse período de “trevas” após uma situação tão desgastante como uma traição é perfeitamente normal e cada pessoa reage de uma maneira diferente – algumas se tornam agressivas, outras se tornam carentes, outras ficam depressivas e por aí vai. Leia o artigo…

Quais são os sinais de uma traição?

3 June, 2010 por  
Arquivado em Traição

Por mais que os traidores acreditem ser discretos e “silenciosos”, a maioria deixa diversas pistas que gritam na cara de seus parceiros que eles estão sendo traídos. Além dos sinais físicos (pistas materiais visíveis deixadas displicentemente pelos amantes mais descuidados), há os sinais psicológicos (as mudanças de comportamento que quem trai apresenta). Vamos a eles:

Leia o artigo…

Razões da traição

1 June, 2010 por  
Arquivado em Traição

Foi-se o tempo em que os homens eram cafajestes e as mulheres, vítimas. A traição (em suas mais diversas formas) tornou-se, por assim dizer, generalizada e, muitas vezes, banalizada. Por se tratar de um assunto complexo e polêmico, publicaremos uma série de artigos a respeito do tema e contamos com seus comentários para enriquecê-lo!

Há muitos anos, traição significava que o cara transou com a secretária gostosa por ser um canalha e sua mulher, coitadinha, sofreu e chorou muito por causa do comportamento deplorável do marido. Se ela se separasse dele, seria “bem feito” para o cachorro. Se o perdoasse, é porque era muito burra e não tinha amor-próprio. Hoje, é comum ver mulheres com décadas de casadas arranjarem um garotão mais viril e ativo que o marido e pular a cerca se tornou bastante comum. Separar ou não se tornou uma questão muito mais financeira (será que vale a pena perder e gastar todo esse dinheiro?) do que emocional e muitos casos de traição são tratados como algo que, cedo ou tarde, “obviamente ia acontecer”. Mas por mais que os contextos e o tratamento que a sociedade confere à traição tenham mudado, ainda se trata de algo que muitas pessoas temem e porque muitas pessoas sofrem. Leia o artigo…